quarta-feira, 6 de março de 2013

A influência dos pais na vida de seus filhos.




Sempre carregamos muitos aspectos da influência de nossos pais, seja consciente ou inconscientemente. Li uma matéria que me fez refletir e escrever as linhas a seguir: 

A voz do pai é tão importante para o seu filho, que se o papai se comunicar com ele ainda dentro da barriga da mamãe, o bebê é capaz de reconhecê-la e de reagir logo que nascer.
Outro fator muito importante com relação à presença do pai, é que a criança tem que aprender a lidar com o seu egocentrismo, pois ela percebe que existem outras pessoas no mundo além dela e da mamãe.
O pai é como um "espelho" para o filho. É nele que o menino irá aprender a portar-se como homem. Já a menina, aprenderá com ele a lidar com as figuras masculinas em sua vida afetiva, já que com o pai ela percebe como funciona esse universo.
Durante a gestação a criança é capaz de perceber o que a mãe está sentindo: alegria, tristeza, entusiasmo, nervosismo, tranquilidade... Por isso, é fundamental que o papai acompanhe a mamãe, esteja sempre presente lhe dando apoio, carinho e oferecendo segurança.
Um pai atencioso e presente deixa a criança mais confiante, equilibrada, segura e proporciona aos filhos uma maior auto-estima. A criança que cresce com a presença do pai também tende a ser mais decidida e objetiva, evitando dessa maneira alguns aspectos negativos e prejudiciais em sua fase adulta, como a ansiedade e a indecisão.
O elogio ou a crítica proferida pelo pai aos filhos tem um peso muito grande, diferente de qualquer outro membro da família, por isso é muito importante que o pai pense bem antes de emitir qualquer opinião sobre a conduta do filho.
O respeito que as crianças e adolescentes têm pelas pessoas mais velhas, geralmente, também é determinado pela conduta do pai na educação. A figura paterna é influenciadora na formação do pensamento, do vocabulário e da forma como os filhos vão se comunicar.
A identidade dos filhos depende quase que totalmente da relação com seus pais e mães. A criança tem uma percepção muito aguçada e ágil e nunca deve ser subestimada. A qualidade da atenção que os pais dedicam aos seus filhos é muito importante, mais do que a quantidade de tempo que ficam juntos. Não é por isso que não devemos dedicar mais TEMPO aos nossos filhos.

(Baseado na matéria "Influência Paterna" retirada da revista Guia Bebê - 2o semestre de 2009)

Vamos repensar em como pais e mães andam agindo com os seus filhos:

Estamos educando os nossos filhos para a vida?
Estamos dando bons exemplos a eles?
Estamos gastando tempo com eles?
Ou estamos deixando a educação dos nossos filhos somente para a escola?
Ou estamos nos sentindo culpados(as) por não termos muito tempo para nossos filhos então deixamos que façam o que querem ou os enchemos de presentes?

Está na hora de começarmos a lutar por crianças e adolescentes mais educados e responsáveis.
Os valores andam um pouco deturpados em nossa sociedade, não acham?

Lívia.

Nenhum comentário: